Futebol no Planeta

O efeito da pausa nas finais da MLS?

Tendo em Conta os trágicos acontecimentos que ocorreram esta Semana no futebol mundial, parece absurd de se ponderar os efeitos desportivos de uma pausa internacional que afectou-nos em um nível mais profundo. Mas o esporte continua.

Como as quatro equipes restantes nos playoffs MLS se reapresentam na quarta-feira, focados nos primeiros jogos das playoffs de Domingo, o fato é que a pausa internacional anual em novembro tornou-se um fator nos playoffs como qualquer outro componente significativo na pós-temporada da liga.

Como uma pausa de duas semanas para mudar fazer tanta diferença para uma equipe? Pelo menos nessa temporada a MLS não teve um pausa no meio da temporada; ninguém gosta de uma pausa no meio do campeonato, ainda mais quandose tem um jogo importante pela frente na volta.

Para uma equipe como o New York que vive em grande ritmo e sob pressão, qualquer mostra de tipo de início lento pode encorajar seus adversários. Considerando os Red Bulls estão classificados, jogarão o primeiro jogo em Columbus, o gerente de Jesse Marsch está pregando a importância de preparar sua equipe para estar pronto para para o jogo desde o apito inicial.

New York Red Bulls está mais uma vez nas finais da MLS

New York Red Bulls está mais uma vez nas finais da MLS

Em meio a essas preparações, Marsch irá ficar sem dois de seus defensores titulares, Matt Miazga e Kemar Lawrence – e outro em Karl Ouimette, que é mais do que provável que jogue o segundo jogo, devido a suspenção por cartões amarelos.

Os efeitos da ausência desses jogadores na equipe são difíceis de saber. Ouimettejogou apenas alguns minutos pelo Canadá e poderia ser muito útil para substituir um colega suspenso, enquanto possivelmente Miazga não jogará por estar a serviço da seleção dos EUA, ele ganhou a confiança do Técnico depois de sua primeira aparição equipa principal dos EUA. Lawrence está viajando de volta do Haiti após seu jogo com a Jamaica, mas a fadiga não deve realmente ser um fator para os Red Bulls.

Este é mais um momento em que você poderia argumentar que é uma virtude que os jogadores Red Bulls na sua maioria sempre são convocados para as seleços nacionais. Sacha Kljestan e Dax McCarty pode se sentir legitimamente ofendidos por não figurar nos planos de Jurgen Klinsmann, por exemplo, mas muito aliviado ao focar o jogo de domingo, sem distração.

A fadiga pode ser um fator negativo para os adversários do New York, no entanto. Quatro dos 18 convocados do Columbus Crew para a semifinal da conferência épica contra Montreal estão voltando de jogos pelas suas seleções esta semana, com três deles viajando randes distâncias muito: Cedrick Mabwati volta de Burundi com República Democrática do Congo; Harrison Afful estava em Comores e, em seguida, em fez o jogo em Gana enquanto Justin Meram foi a mias 15.000 milhas de ida e volta para o Taipé Chinês com a equipe seleção do Iraque. Comparado com essas distâncias, as 5.000 milhas ida e volta de Kevan George para representar Trinidad e Tobago parece positivamente rápida.

Como Marsch, o técnico do Columbus Gregg Berhalter poderia ficar olhando para os poucos pontos positivos em torno daqueles que ficaram em casa; Kei Kamara não foi com a Serra Leoa, por exemplo, e a lesão de Tony Tchani o manteve fora de fazer uma longa viagem para sua estréia por Camarões. Este último está trabalhando em sua recuperação para domingo.

Darlington Nagbe fez sua estréia pelos  EUA na sexta-feira e poderia usar essa confiança nas playoffs  contra FC Dallas.

Darlington Nagbe fez sua estréia pelos EUA na sexta-feira e poderia usar essa confiança nas playoffs contra FC Dallas.

E na outra semifinal, o FC Dallas tem cinco jogadores e Portland tem três retornando das seleções nacionais, com Atiba Harris cobrindo a maior fazendo as viagens mais longas para Andorra e Estônia com St. Kitts & Nevis. Claro, o nome que se destaca do grupo é Darlington Nagbe, que parecia emocionado por fazer sua estréia pelos EUA na sexta-feira, e é o tipo de jogador que provavelmente terá um aumento de confiança por causa disso.

Na verdade, para voltar a pergunta do momento, novamente, é possível que, fadiga pessoal de lado, você pode apenas dar a vantagem para Portland e New York no domingo. A maneira desgastante Colombo e Dallas avançaram para as playoffs tinha a sensação de final, e há uma chance de que eles poderiam levar um tempo para redescobrir o mesmo pico de intensidade. Portland e New York, por outro lado, avançaam em jogos tensos, mas mais calmos e pode sentir que está mais descansado para o fim de semana.

Quaisquer que sejam os resultados de todos esses jogos, os jogadores estão de volta em casa e mais uma vez todos os caminhos levam a MLS Cup – e mais um vôo para Nova York, Dallas ou Columbus no início de dezembro.

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shop giay nuthoi trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautiful