Futebol no Planeta

Southampton: Talentos que viram dinheiro

Nos últimos anos o clube do sul da Inglaterra tem se notabilizado por atuações consistentes na Premier League. Desde que o clube voltou à primeira divisão, o Southampton conseguiu muitos resultados positivos contra os considerados grandes clubes ingleses e atualmente está disputando a Liga Europa, fruto de uma boa campanha que lhe rendeu o 6 º lugar na Premier League, com 18 vitórias, 9 empates e 11 derrotas.

Mas não é apenas por seguidos resultados positivos que os “The Saints” se notabilizam. Em julho de 2009, o clube foi comprado pelo empresário alemão, Marcus Liebherr. Além disso, Nicola Cortese, um suíço de sucesso nas finanças, foi contratado para gerenciar o Southampton, e desde então o clube iniciou um trabalho mais intenso e passou a investir mais na base.

A equipe que é conhecida como “iô-iô inglês”, devido ao grande número de promoções e rebaixamentos, iniciou os  anos 2010 em crise, e encontrou como principal alternativa suas jovens promessas.

Em fevereiro de 2012 o clube inaugurou um novo centro de desenvolvimento e suporte para treinamentos das equipes profissional e de base, e como coroação do investimento nas categorias de base, os “The Saints” conseguiram uma promoção direta à Premier League, e jogadores como Alex-Oxlade Chamberlain e Adam Lallana, que vieram da base do clube foram fundamentais para essa conquista.

Adam Lallana, jogador da seleção inglesa é cria do Southampton

Adam Lallana, jogador da seleção inglesa é cria do Southampton

Ao falarmos em categoria de base, logo pensamos nas grandes potências espanholas Real Madrid e Barcelona, entre outros, certo? Então aí vai uma bomba!

Um estudo realizado pelo grupo Football Observatory, ligado ao Centro Internacional de Estudos Esportivos (CIES), revelou que a base do Southampton foi a que mais lucrou no período que compreende a janela de julho de 2012 a fevereiro de 2015. O clube do norte da Inglaterra recebeu aproximadamente 90 milhões de euros com jogadores revelados na base, 15 milhões a mais que o segundo colocado, Lille, da França, e 30 milhões a mais que o terceiro, Real Sociedad, da Espanha. Real Madrid ocupa a 6 ª posição, com 43 milhões de euros e o Barcelona a 7 ª, com 39 milhões de euros.

O principal sucesso proveniente dessa base é sem dúvidas o astro galês, Gareth Bale, que se transferiu em 2007 para o Tottenham Hotspurs, por 5 milhões de euros. Mas juntamente com boas temporadas na Premier League, o Southampton se tornou uma espécie de vitrine para jovens jogadores na Inglaterra.

Nos últimos anos, são vários os exemplos de jogadores da base do clube que foram vendidos para gigantes ingleses. O Manchester United já tirou o lateral esquerdo Luke Shaw e o volante Morgan Schneiderlin, o Arsenal comprou o lateral direito Callum Chambers e os pontas Theo Walcott e Alex Oxlade-Chamberlein, já o Liverpool garantiu os serviços de Adam Lallana.

Além disso, o Southampton tem ganhado destaque em trazer jovens jogadores como peças de recomposição, que acabam crescendo de produção no clube e logo após são vendidos. Casos do zagueiro Lovren (Liverpool), do lateral direito Nathaniel Clyne (Liverpool), do volante Victor Wanyama (Tottenham Hotspurs) e do meio-campista Sadio Mané (Liverpool).

Mais dois jovens destaques não devem ficar por muito tempo em Saint Mary, já que o zagueiro holandês Virgil Van Dijk e o meio-campista sérvio Dusan Tadic, tem jogado muita bola pelos “Saints”.

Diante de todo o sucesso da base da equipe, o Southampton produziu um vídeo que exalta o trabalho das categorias de base e algumas de suas principais revelações. Bale, Matt Le Tissier, Rickie Lambert e Theo Walcott são algumas das estrelas que compõem o vídeo, que é chamado Southampton Football Club: The next Chapter.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shop giay nuthoi trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautiful