Futebol no Planeta

A inspiradora história de Alexis Sanchez

A vida de Alexis, “O esquilo” como era chamado em seu bairro e pelos seus companheiros de escola, foi difícil por causa da pobreza pelo qual passou toda a sua infância, onde sua mãe tinha que vender mariscos e peixes para alimentar seus quatro filhos.

Em Tocopilla, sua cidade natal o atacante tinha que conciliar seus estudos com seu trabalho informal no cemitério da cidade, onde cuidava e lavava os carros dos visitantes em troca de algumas moedas.

Ele sabe muito bem o que é sofrimento e para poder sair da pobreza, cuidava e lavava carros.

Também aproveitava trabalhos esporádicos que fazia para ajudar sua mãe e também comprar algumas roupas para ele mesmo, recorda Juan Jose Segovia um de seus professores.

Alexis Sanchez me surpreendeu, eu já vi vídeos de muitos jogadores e a maioria teve uma infância difícil.

Mas uau! Veja estas imagens! Esta é Tocopilla. Está é a rua onde vivia em sua infância.

Não quero ser dramático, mas se hoje Tocopilla é assim, não quero nem imaginar a 20 ou 15 anos atrás quando Alexis Sanchez morava lá.

Da pra ver que é um lugar bem pobre, só olhando estas imagens de sua cidade natal se percebe que Alexis sofreu muito desde pequeno.

Tocopilla é uma terra muito árida muito pesada e o ar é contaminado pois as empresas de energia que operam no lugar estão destruindo o ambiente.

Olhem, este é o cemitério onde Alexis cuidava de carros para poder comer. UAU! Até consigo enxergar  pequeno garoto prodígio aqui cuidando de carros.

Este é outro claro exemplo meus amigos, de que tudo nessa vida é possível e que com sacrifício e paixão conseguimos alcançar nossos objetivos.

É só ver o caso de Alexis Sanchez que cuidava de carros no cemitério e agora está triunfando na Inglaterra e ganhando muito dinheiro. Ele prometeu a sua mãe que melhoraria sua vida.

Entre as voltas da vida, o esquilo, como lhe apelidavam quando garoto chamou a atenção de alguns olheiros do futebol. Sua primeira chance foi em sua cidade natal depois de vários testes para entrar em times como Cobreloa e Antofagasta.

Muitos nomes marcaram a vida de Alexis, um deles foi Nelson Acosta que quando viu o garoto jogando pelas divisões inferiores do clube calameño em Santiago, decidiu que o pequeno Alexis iria jogar no time principal do cobreloa.

Estreou no dia 12 de Fevereiro de 2005 e fez seu primeiro gol só um mês depois.

No ano de 2006 no torneio apertura, quando se destacou o tocopillano, os olheiros da Udinese se impressionaram com seu talento e o contrataram em seguida.

Claro que para que ganhasse mais experiência a comissão técnica do clube italiano mandou Alexis para dar seus dribles em Santiago, mais especificamente no Colo Colo onde se transformou em um grande ídolo!

Conquistou dois campeonatos nacionais, marcando nove gols em sua passagem pelo monumental e ressaltando sua capacidade.

Foi assim que o “Garoto Maravilha, teve um rápido trampolim para o estrangeiro.

O River Plate terminou por consagrá-lo aqui na América do Sul, começando bem com dois gols e duas assistências, porém em uma partida contra o Tigres ele teria uma lesão muito grave.

Foram 3 meses sem jogar, muitos colocavam um ponto final na ascensão de sua carreira.

Porém no torneio Clausura de 2008 Alexis retornou com tudo e fez um belíssimo campeonato com partidaças contra o Boca Juniors, Colón e Velez. Terminou esse ano levantando a taça da Copa com o clube Milionário.

Finalmente a Udinese acreditou que o jogador já estava preparado para o estilo de jogo europeu e mandou busca-lo , e assim Sanchez jogaria junto de seu companheiro Mauricio Isla.

Um dos quesitos que mais causavam desconfiança no treinador da Udinese era sua fraca capacidade de marcação.

Mesmo assim, um tempo depois o jogador acabou sendo considerado de classe mundial e a Udinese declarou que o jogador era intransferível e a partir dai Alexis deu um salto em sua carreira.

Um ponto determinante de sua carreira foi quando fez uma atuação histórica anotando quatro gols em cima do palermo, e atuações como estas lhe renderam muitos frutos.

Todos sabemos que o Barcelona é um dos melhores clubes do mundo, e a chegada de Alexis Sanchez foi uma tremenda notícia.

Ele foi o primeiro chileno a vestir a camisa blaugrana, todos conhecem a história recente do “Garoto Maravilha” na equipe catalã.

Belas atuações e muito talento despejado, porém pouco reconhecimento, teve que sair da equipe para que sentissem saudades.

No Arsenal, Alexis Sanchez concretizou um novo momento em sua vida.

Os ingleses ficaram assombrados com a habilidade e as características do chileno. Foi uma das revelações do futebol inglês.

Muitos dizem que não saberiam onde o Arsenal estaria hoje se não fosse por Alexis.

Em 22 de janeiro de 2018, assinou com o Manchester United, que em troca cedeu Henrikh Mkhitaryan ao Arsenal.

Com o acordo, Alexis passou a ser o jogador mais bem pago da história da Premier League, com um salário anual de 23 milhões de libras, recebendo 350 mil por semana.

Fez boas partidas pelo campeonato inglês, porém ainda não mostra uma boa regularidade, como todo o time do Manchester United.

One Comment

  1. Pingback: A inspiradora história de Alexis Sanchez - Futebol no Planeta - Futebol 24h

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shop giay nuthoi trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautiful